segunda-feira, 15 de março de 2010

Tempo - Eclesiastes 3.1-11


Introdução

Deus tem um plano eterno que inclui os propósitos e atividades de toda pessoa na terra. A mordomia do tempo requer que saibamos aproveitar bem a vida que temos, vivendo para Deus, com temor, sabedoria e paciência.

I. O que precisamos aprender:

1. Para nós a vida terrena é medida pelo tempo de vida por aqui, isto é, como, onde, quando, de que maneira gastamos nosso tempo. Com certeza DEUS nos deu um tempo, e devemos fazer o máximo possível para que este seja suficiente e muitas almas possam ser salvas através de nossa pregação, vida, atos e atitudes, Mt 20; Sl 90.3-6; 8,10; Sl 90.3-6; 8,10.

2. Precisamos administrar o tempo que Deus nos dá, Sl 31.15; At 17.26. Todo o tempo que JESUS tinha disponível estava sempre usando-o no serviço de DEUS. É nossa responsabilidade administrar o tempo que é de DEUS e para ELE deve ser dedicado. É maneira de mostrar sabedoria ao mundo.

3. O tempo é dádiva de Deus, Sl 90.12. O Tempo é presente de DEUS para nós, para que o aproveitemos de maneira a agradá-lo, sempre nos dispondo para o serviço que nos foi proposto.

II. COMO USAR O TEMPO?

Podemos usá-lo positivamente ou negativamente.

1. O uso negativo do tempo.

a) É utilizar o tempo para coisas que não edificam e farão diferença negativa em nosso relacionamento com DEUS.

b) Desperdiçar o tempo com coisas fúteis, 2 Tm 2.16; Tg 5.6-11; Ef 4.29. O tempo não volta. Cada minuto perdido é tempo desperdiçado e irrecuperável. "Cada minuto de vida nunca é mais, é sempre menos".

2. O uso positivo do tempo.

a) Planeje seu tempo. “Tudo tem seu tempo determinado”, Ec 3.1. Sempre que alguém aprende a planejar seu tempo, este alguém se destaca na obra de DEUS e no poder de DEUS.

b) Cultive a pontualidade. “Não sejais vagarosos no cuidado”, Rm 12.11. A pontualidade indica caráter, compromisso com DEUS e valorização do outro que está à espera.

c) Procure remir o tempo. Não significa diminuí-lo, nem aumentá-lo. Medir o tempo e encaixar cada atividade dentro de seu devido tempo é arte para crente que tem comunhão com o ESPÍRITO SANTO.

CONCLUSÃO

O crente deve entregar-se a Deus como sacrifício vivo, deixar que o Espírito Santo leve a efeito o plano de Deus em sua vida e ter cuidado para não se afastar da vontade de Deus, e assim perder a oportunidade quanto ao propósito divino para a sua vida.

Quando nosso tempo é dedicado a DEUS em primeiro lugar, as demais tarefas se tornam simples e fáceis de serem concretizadas.