domingo, 16 de agosto de 2009

Jesus, o Radical - João 6.66-71

Introdução:

- Jesus faz um discurso pesado para os ouvidos dos judeus:

· Eu sou o pão que desceu dos céus.

· Deve-se comer deste pão para adquirir a vida eterna.

· Quem não comer deste pão e beber deste sangue não tem parte com Deus, e não herdará a vida eterna.

- À vista deste discurso muitos discípulos se escandalizaram e abandonaram a Jesus.

Transição:

- O discurso pesado de Jesus fez com que o número de discípulos diminuísse em grande quantidade.

· Muitos estavam atrás de Jesus só porque tinham comido do pão multiplicado, ou porque sabiam que ele tinha andado sobre as águas.

· Estes mesmos que tinham visto esses milagres clamavam para que Ele continuasse fazendo outros sinais miraculosos (v. 30)

- Em contrapartida, Jesus aumentou o tom de seu pesado discurso, e só ficaram aqueles que realmente foram escolhidos por Jesus.

PERGUNTA PARA HOJE:

Mudou Jesus ou mudaram os discípulos?

O propósito deste sermão é mostrar que Jesus continua fazendo as mesmas demandas que fez no passado e quem não estiver disposto a um compromisso sério com ele, que pule do barco imediatamente.

A. JESUS TEM UM PROGRAMA DE GOVERNO TOTALMENTE RADICAL

1. É delineado por Deus (38). Foi confirmado com um selo (27)

2. É um programa novo, que não nada a ver com a velha ordem (32, 58).

- representada na pessoa de Moisés

- simboliza um velha religião, cheia de pré-conceitos que escravizam.

3. Acabar com a sede e com a fome do ser humano desumanizado

- O alvo de Jesus é suprir o vazio existencial do ser humano.

- Todos nós temos um vazio interior que só Deus pode preencher.


4. Todos os seres humanos pertencem a um tipo de governo: luz ou das trevas.

- Governo é o tipo de mentalidade que nos controla.

· Conceitos, regras, forma de pensar e agir.

- Ou somos controlados pelo jeito de pensar do Reino de Deus, ou somos governados pela mentalidade do reino das trevas.

B. JESUS EXIGE UM COMPROMISSO COM ELE TOTALMENTE RADICAL

1. Em primeiro lugar tem que crer n’Ele.

- Por cinco vezes nesse capítulo, Jesus apresenta a importância de crer n’Ele.

- Crer não é simples confiança, mas para por uma convicção interior, uma certeza no coração e na mente que fundamenta o jeito de viver.

2. Tem também que experimentar a vida de Jesus.

- não somente a teoria do cristianismo, mas um experimento dos seus valores.

- Quando Jesus fala de comer a carne e beber o sangue (v. 53-57), Jesus conclama a todos para experimentarem em suas vidas dos valores, conceitos, jeito de viver de Jesus.

3. Não tem lugar para os descrentes (64)

- tem gente que segue, mas não se compromete

- tem gente que parece ser cristão, mas se escandaliza com a verdades de Jesus

- tem gente que não consegue entender o que Cristo ensina

4. Há alguém com vontade de abandonar Jesus? (67)

- Faça-o sem demoras, não perca mais o tempo.

5. “Quão difícil é ser cristão” Robert Browning

- É difícil na medida em que deve-se mudar não só o jeito de falar ou vestir, mas o jeito de pensar e viver.

C. JESUS OFERECE UMA RECOMPENSA TOTALMENTE RADICAL

1. A vida eterna

- a vida eterna é muito mais do que morar no céu.

· Vida eterna é viver desarraigado de qualquer raiz material, é viver plantado em Deus, com esperança em Deus.

2. Participará da ressurreição no último dia

· Promessa de vida após a morte.

· Só quem está arraigado em Deus pode nascer e dar frutos na Nova Vida.

CONCLUSÃO:

- Somente nos restam duas alternativas:

(1) Abandonar Jesus

(2) Seguí-lo a que preço for (67-68)

- Cristo quer um compromisso sério com ele. É chegada a hora de fazê-lo.