domingo, 29 de agosto de 2010

PARA CRISTO NOSSA DIREÇÃO

CLIQUE AQUI E BAIXE ESSA MENSAGEM EM ÁUDIO

“Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim”(Gálatas 2.20 NVI).

Todos nós precisamos de uma direção bem clara para seguirmos corretamente na jornada desta vida. Alguns têm caminhado mal e sofrido as conseqüências de seguirem trilhas e direções erradas. Outros têm seguido a Jesus o caminho seguro e claro para uma vida justa e agradável a Deus. Quero que você me acompanhe com bastante atenção nesta mensagem: Para Cristo a Nossa Direção. Como devemos agir enquanto caminhamos em direção a pessoa de Jesus?

I – O homem que caminha em direção a Cristo é aquele que aceita os irmãos mais fracos na fé.

“Aceitem o que é fraco na fé, sem discutir assuntos controvertidos”(Romanos 14.1 NVI).

Uma vida onde caminhamos bem na direção de Cristo nos ajudará a experimentarmos plenamente a liberdade cristã e a convivermos com aqueles que pensam diferente de nós. Como agir com aqueles que discordam de nós? Deixe-me compartilhar com você alguns procedimentos cristãos que devem fazer parte de sua ação:

1) Não discuta assuntos controvertidos. Toda discussão vai gerar partidarismo e divisões. Por natureza gostamos de divergir e se nós não tomarmos cuidado estas divergências nos afastarão do alvo que é Jesus: “Um crê que pode comer de tudo; já outro, cuja fé é fraca, come apenas alimentos vegetais. Aquele que come de tudo não deve desprezar o que não come, e aquele que não come de tudo não deve condenar aquele que come, pois Deus o aceitou”(Romanos 14.2-3 NVI).

2) Aceite aquele que é mais fraco na fé. Ainda que haja irmãos mais fracos na fé em nossa jornada da vida centrada em Cristo devemos aceitá-los e acolher com amor a cada um deles.

3) Suporte as debilidades do irmão mais fraco: “Nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos. Cada um de nós deve agradar ao seu próximo para o bem dele, a fim de edificá-lo”(Romanos 15.1-2 NVI).

No caso deste capítulo 14 de Romanos podemos extrair três princípios:

a) todo irmão que acha que existe algum tipo de comida que não se pode comer é fraco na fé;

b) todo e qualquer alimento só será impuro para aquele que para si mesmo considerar esse alimento impuro;

c) a preocupação primária com o reino, uma vida de justiça, de paz e alegria no Espírito Santo é o que vai demonstrar que somos cidadãos dos céus.

II – O homem que caminha em direção a Cristo é aquele que não julga o seu irmão porque reconhece que esta tarefa é do Senhor.

“Quem é você para julgar o servo alheio? É para o seu senhor que ele está em pé ou cai. E ficará em pé, pois o Senhor é capaz de o sustentar”(Romanos 14.4 NVI).
Uma vida onde caminhamos bem na direção de Cristo nos ajudará a experimentarmos plenamente a liberdade cristã e a evitarmos os julgamentos. Como é que eu consigo evitar os julgamentos aos procedimentos dos outros? Deixe-me compartilhar com você alguns procedimentos cristãos que devem fazer parte de sua ação:

“Portanto, você, por que julga seu irmão? E por que despreza seu irmão? Pois todos compareceremos diante do tribunal de Deus”(Romanos 14.10 NVI).

1) Evite, a todo custo, o julgamento a respeito das ações de qualquer pessoa. Bem sabemos o quanto dói quando somos alvos dos julgamentos alheios especialmente se vierem acompanhados de preconceitos. Apesar de termos conhecimento disto nos também temos julgado os outros e o Senhor em sua Palavra é bem claro quando nos questiona: “Quem você pensa que é para ficar julgando os outros?” Se o julgamento pertence ao Senhor confiemos que Ele vai dar o tratamento devido a cada um.

2) Evite, a todo custo, desprezar os seus irmãos em Cristo. Bem sabemos o quanto nos machuca quando somos desprezados por alguém. Apesar de sabermos que o desprezo é ruim temos desobedecido a Deus e o Senhor nos pergunta: “Quem você pensa que é para ficar desprezando os irmãos?” Devemos amar uns aos outros porque esta é a vontade de Jesus.

3) Mantenha a certeza de que haverá um dia onde todos nós seremos julgados por Deus. Bem sabemos o quanto nos aborrece qualquer tipo de injustiça. Devemos manter o coração seguro na certeza de que um dia compareceremos diante do tribunal. A palavra grega para tribunal aqui é Bema é indica uma espécie de palco onde os juízes dos jogos olímpicos entregavam os prêmios aos competidores. A medida que os atletas recebiam as suas coroas não julgavam-se a si mesmos nem aos outros competidores; o cristão também não tem o direito de julgar. “Porque está escrito: “ ‘Por mim mesmo jurei’, diz o Senhor, ‘diante de mim todo joelho se dobrará e toda língua confessará que sou Deus’”. Assim, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus”(Romanos 14.11-12 NVI).

III – O homem que caminha em direção a Cristo é aquele que tem opiniões bem definidas a respeito da vida cristã.

“Há quem considere um dia mais sagrado que outro; há quem considere iguais todos os dias. Cada um deve estar plenamente convicto em sua própria mente”(Romanos 14.5 NVI).

Uma vida onde caminhamos bem na direção de Cristo nos ajudará a experimentarmos plenamente a liberdade cristã e a construirmos opiniões e convicções bem definidas. Como agir diante dos desafios que surgem diante de nós? Deixe-me compartilhar com você alguns procedimentos cristãos que devem fazer parte de sua ação:

1) Não tome nenhuma atitude na dúvida. Esta é uma regra que visa a nossa segurança tanto física quanto espiritual. Quantas vezes nos encontramos diante de situações em que nos sentimos inseguros e duvidosos! As regras do transito dizem que na dúvida não devemos ultrapassar. Nesta jornada da vida centrada em Cristo devemos continuar no caminho seguindo a verdade para que continuemos vivos!

2) Não tome nenhuma atitude contrária a sua consciência. Se você age contra a sua consciência você comete uma violência cruel contra os seus valores mais nobres. Via de regra quando agimos contra a consciência pecamos e trazemos conosco o problema da culpa. A culpa nos consome e não nos deixa viver uma vida livre. Assim sendo não negocie os seus valores éticos e morais por nada!

3) Aja somente quando as suas convicções estiverem bem formadas. A melhor maneira de formar bem as nossas convicções é ler, ouvir e crer na Palavra de Deus. Uma pessoa que tem convicções bem estabelecidas pode até errar mas com certeza erra bem menos do que aqueles que não têm. Não podemos ser com folhas levadas ao vento nem como meninos inconstantes!

4) Tenha um referencial de decisão bem sólido: Para o Senhor Jesus Cristo. Uma outra maneira de tomarmos decisões corretas e submetermos tudo aquilo que queremos, desejamos ou fazemos ao Senhor Jesus. É para Jesus que você vive? É para Jesus que você faz todas as coisas? Eis um lema de vida para todos nós:
“Aquele que considera um dia como especial, para o Senhor assim o faz. Aquele que come carne, come para o Senhor, pois dá graças a Deus; e aquele que se abstém, para o Senhor se abstém, e dá graças a Deus”(Romanos 14.6 NVI).

IV – O homem que caminha em direção a Cristo é aquele que tem aprendido a viver para o Senhor Jesus.

“Pois nenhum de nós vive apenas para si, e nenhum de nós morre apenas para si. Se vivemos, vivemos para o Senhor; e, se morremos, morremos para o Senhor. Assim, quer vivamos, quer morramos, pertencemos ao Senhor”(Romanos 14.7-8 NVI).
Uma vida onde caminhamos bem na direção de Cristo nos ajudará a experimentarmos plenamente a liberdade cristã e a vivermos inteligentemente para o Senhor. Como daremos ao Senhor um lugar central em nossas vidas? Deixe-me compartilhar com você alguns procedimentos cristãos que devem fazer parte de sua ação:

1) Não tente agradar a si mesmo. A vida centrada em Cristo é o antídoto contra a doença do egoísmo. Quando nos dedicamos a este esforço insano de querer agradar a nós mesmos adoecemos espiritualmente e nos afastamos do ideal que o Senhor tem para nós. Lembre-se que ao crer em Cristo o centro de sua existência passou a ser o Senhor Jesus Cristo.

2) Não tente agradar a família, igreja ou amigos. A vida centrada em Cristo é o antídoto contra a doença da aceitação popular. Quando nos dedicamos a este esforço doentio de quer agradar as pessoas nos obrigamos a vivermos de aparências. Sim é isso que acontece e passamos a construir nossa vida de modo hipócrita porque nossa imagem pessoal é influenciada pelo que os outros pensam de nós.

3) Agrade somente a Jesus o nosso alvo maior. A vida centrada em Cristo nos ajudar a manter um foco saudável. Sua única meta deve ser agradar a Jesus. Devemos viver para agradá-Lo bem como devemos estar dispostos a morrer por Ele e Sua vontade. A vida centrada em Cristo nos fala do fato de que pertencemos a Jesus e que isso já é uma grande bênção!

V – O homem que caminha em direção a Cristo é aquele que recebe do Espírito Santo a revelação a respeito de Jesus.

“Mas quando o Espírito da verdade vier, ele os guiará a toda a verdade. Não falará de si mesmo; falará apenas o que ouvir, e lhes anunciará o que está por vir. Ele me glorificará, porque receberá do que é meu e o tornará conhecido a vocês”(João 16.13-14 NVI).

Uma vida onde caminhamos bem na direção de Cristo nos ajudará a experimentarmos plenamente a liberdade cristã e a vivermos debaixo da unção e direção do Espírito Santo. Que ajuda o Espírito Santo pode me dar nesta caminhada? Deixe-me compartilhar com você alguns procedimentos cristãos que devem fazer parte de sua ação:

1) Receba bem a companhia do Espírito Santo nesta jornada. O Evangelho nos dá a boa notícia de que nesta caminhada nós não estaremos sozinhos. O Espírito Santo é o nosso companheiro de jornada e nós devemos recebê-Lo bem. Você tem convidado o Espírito Santo de Deus para caminhar contigo? Ele é o seu parceiro nesta vida centrada em Cristo?

2) Seja guiado a toda verdade pelo Espírito Santo nesta jornada. O Evangelho nos dá a boa notícia de que nesta caminhada nós não estaremos desorientados. O Espírito Santo é o nosso mestre nesta jornada e devemos acatar as suas orientações. Você tem ouvido o Espírito Santo nesta manhã? Ele é o seu mestre nesta vida centrada em Cristo?

3) Seja fortalecido pelo Espírito Santo que nos indica o caminho. O Evangelho nos dá a boa notícia de que nesta caminhada nós não seremos deixados para trás nem abandonados se porventura cansarmos. O Espírito Santo é o nosso sustentador e nos fortalece durante os nossos momentos de fraqueza. Você está se sentindo fraco e cansado? As lutas estão maiores do que você suporta? Ele é o seu consolador nesta vida centrada em Cristo?

4) Glorifique a Jesus enquanto caminhamos por Ele e para Ele. O Evangelho nos dá a boa notícia de que nesta caminhada nós não seremos levados nem enganados pela murmuração. O Espírito Santo é o nosso grande maestro e nos ajudará a louvarmos e a engrandecermos a Jesus. Você pode louvar e glorificar a Jesus nesta manhã? Ele nos auxiliará nesta grande empreitada da vida centrada em Cristo!